O lançamento da câmera de captura de movimentos da Microsoft prometia muito, cumpriu algumas partes mas mesmo assim vende feito água no deserto. Felizmente, boa parte desses compradores são curiosos com tecnologia e/ou pesquisadores, o que nos garante novidades interessantes como essa:

Um grupo de pesquisadores localizado na UNC-Chapel Hill está utilizando mapeamento 3D com uso de quatro Kinects para fazer o render do vídeo, oferecendo videoconferência 3D sem a necessidade de óculos. É um experimento, mas enquanto uma pessoa é filmada por vários Kinects (que varre todo o cenário fazendo o mapa 3D) e outra pessoa que visualiza esse vídeo tem seus olhos e face mapeados, de forma que quando ele se move consegue ver uma imagem 3D do seu amigo na tela – consequência das informações das duas capturas somadas pelo software. Um grande maquinário ainda é necessário (coisa que certamente diminui com o avanço tecnológico) mas abre portas para grandes novidades.

Se ficou difícil de entender, basta assistir o vídeo abaixo:

Fonte: Engadget