Apple e Microsoft já passaram por vários momentos e podemos dizer que cresceram juntas. Adotam modelos de negócios diferentes: apesar da Apple desenvolver seu próprio software, ela os vende com hardware de fabricação própria, ai temos Imacs, Macbooks, Iphones, Ipads, o que a própria afirma que garante o nível superior de qualidade do seus produtos, ela domina todo o processo. Por outro lado, a Microsoft seguiu um caminho diferente, cuidando apenas do software, deixando que parceiros e outras empresas cuidassem do desenvolvimento de peças, cada um montava seu computador com a configuração que lhe fosse mais conveniente.

Mas hoje ela parece tender para o outro lado, pois ao contrario de outros tempos, ela pode contratar alguém para desenvolver e fabricar um computador da marca Microsoft (da mesma forma que a Apple o faz, ela não possui fábricas, apenas contrata empresas para montar suas máquinas), assim ela faz com o Xbox 360, o Zune e o pouco conhecido smartphone Kin. Apesar de obter um sucesso real apenas com seu console de videogame, a Microsoft pretende expandir seus negócios para além dos computadores. Conversas já são feitas com fabricantes asiáticos, e se a sua entrada no ramo se concretizar, ela irá bater de frente com Apple e Google no mercado de tablets e dispositivos móveis. Uma briga de onça grande.

Fonte: Digitimes