A maioria das pessoas lembra da China por sua enorme população, por sua cultura, pelo seu governo, e também pelas várias cidades industriais, onde pessoas caminham pelas ruas utilizando máscaras, tentando se proteger dos nevoeiros de poluição. O pais asiático é a segunda economia mundial, e tanta produção tem o seu preço, mas uma mudança na mentalidade dos governantes vêem mudando esse cenário. Hoje a China é o pais que mais investe em energia sustentável, e segundo o Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP), os investimentos de 2010 alcançaram $48.9 bilhões de dólares.

É um volume de dinheiro bastante expressivo, e que só aumenta com o passar dos anos. Para efeito de comparação, $211 bilhões de dólares é a soma de todos os países somados, incluídos ai governos e instituições privadas. O vento é a área que mais cresce, com investimentos chegando a $94.7 bilhões, seguido de muito perto pelo Sol, com $86 bilhões. Tais resultados servem de estimulo para todos, principalmente Europa e Estados Unidos, que como os maiores consumidores do planeta, precisam seguir pelo mesmo caminho em prol de um crescimento mais equilibrado e sustentável.

Fonte