Bastou tempo para nossas vidas ficarem cada vez mais conectadas, onde vários aparelhos e serviços utilizam a mesma linguagem da Web. As pessoas se assustaram quando apareceram os primeiros vírus em smartphones e agora precisarão se acostumar a cuidar da segurança de seus automóveis. Aparelhos que se conectam a internet estão cada vez mais presentes em nossos carros, onde uma central cuida de serviços como rádios, sistema inteligente de freios, controles de estabilidade, controle de cruzeiro, serviços de comunicação, airbags, etc… Basta lembrar que já é possível ligar o carro com o celular. Stuart McClure, vice presidente senior da McAfee, resume bem esses novos cuidados: “várias pesquisas mostram como os consumidores podem estar expostos a esse tipo de perigo, basta lembrar que não se trata de um celular ou computador comprometido, mas um carro onde pode haver riscos para a segurança pessoal das pessoas”. Há também um exemplo simples, onde da mesma forma um hacker pode roubar informação  pessoal de uma pessoa via bluetooth, tarefa semelhante pode ser executada para pregar um “trote” em um motorista, desabilitando sistemas de navegaçao ou sistemas de emergência. A empresa de segurança digital avisa que já está trabalhando em conjunto com fabricantes e outras montadoras de modo a garantir proteção para essa nova leva de automóveis conectados que invadirá as ruas nos próximos anos.

Com informações, TG Daily.