Antes uma tecnologia restrita ao uso de forças militares, o GPS se tornou uma das novidades que mais se encaixaram ao nosso dia a dia: chegar até a casa de um amigo, um restaurante que você não conhece, se tornaram atividades muito mais práticas do que antes, quando normalmente precisávamos de um mapa de papel, ou perguntávamos para as pessoas na rua. Pouca gente sabe, mas o GPS, abreviação de Global Positioning System, um sistema que pertence aos americanos, não é o único sistema de navegação por satélite que existe no mundo; a Europa possui o seu sistema, o Galileu, que entrará em funcionamento em 2014, e a Rússia também possui um, o Global Navigation Satellite System, o GLONASS, já operacional e que está perto de cobrir todo o planeta.

A boa noticia é que a Qualcomm, uma das empresas que lidera o desenvolvimento de chips para dispositivos portáteis, está preparando o lançamento de novos chips capazes de utilizar o GLONASS, e que combinados com o GPS, vão melhorar muito a precisão e qualidade do posicionamento dos nossos aparelhos – basta lembrar de pontos em grandes centros urbanos onde o grande número de edifícios atrapalha a localização dos três satélites necessários para a localização. Os aparelhos atuais não serão compatíveis com a nova tecnologia, tendo em vista que uma segunda linha de rádio é necessária. Acredita-se que os chips da série S2 da Qualcomm já serão compatíveis com o novo sistema de localização.

Com informações, Geek.com.