Quem acompanha o mercado de games, sabe que uma das maiores discussões dentro da indústria são as novas formas de produzir e comercializar games, onde jogos para consoles portáteis tem o seu valor variando entre 30 e 40 dólares, ao tempo em que jogos mais simples, de smartphones, não costumam ultrapassar o limite dos 10 dólares. Dentro desse cenário, as desenvolvedoras, empresas como qualquer outra, já se perguntam onde está o maior retorno: jogos de smartphone, mais simples e baratos de se produzir, ou consoles portáteis e de mesa como o Playstation 3 e o Xbox 360. Keiji Inafune, famoso desenvolvedor criador de Mega Man, e até alguns meses atrás responsável pelo desenvolvimento Global da Capcom, discutiu esse assunto durante uma entrevista com os colegas do site Joystick. Felizmente ele é otimista.

Segundo Inafune, tudo depende de foco, quais as intenções de você como consumidor perante uma plataforma de jogos. “Quando precisa tirar fotos profissionais, você certamente não usará um smartphone, usará uma camera profissional pois precisa de qualidade, e o mesmo se aplica aos games. Caso você esteja esperando um ônibus, pode tirar o telefone do bolso e jogar, algo rápido e talvez você termine o game enquanto espera, mas dificilmente você conseguiria jogar ali durante três – cinco horas. Quem procura jogos sofisticados e elaborados, encontrará o que procura no Nintendo 3DS, PS Vita, Playstation 3 e Xbox. Ninguém precisa comprar grandes consoles para se divertir com jogos simples, é isso que precisamos pensar para o futuro”. As palavras de Inafune fazem muito sentido, já que abraçar os dois lados é um ato positivo para industria, mas também para os consumidores.

Com informações, Joystick.