Carmack Rage

Depois de muito esperado, o lançamento de Rage no PC não foi como todos esperavam, isso devido a problemas de drivers, o que deixou o game enjogável para uma enorme quantidade de jogadores. Um patch foi lançado dias depois e resolveu o problema. Nesse meio tempo, um John Carmack mais nervoso que o normal apareceu muito exaltado, avisando que alguém havia colocado o driver errado no jogo que havia sido enviado para as lojas, além de responder um questionamento de muitos jogadores: Rage não parece um jogo projetado para o PC. Respondendo a essa pergunta, Carmack foi bem direto, “não faz sentido um modelo de negócios se basear na plataforma de PCs em um mundo onde os videogames são muito mais rentáveis. Eu poderia dedicar todos os recursos e aproveitar a potencia dos computadores e depois converter o game para os consoles, mas no mundo de hoje é mais interessante dedicar recursos aos videogames e depois só ajustar as melhorias pertinentes nos computadores. Pretendo trabalhar dessa maneira de agora em diante”.

Para os jogadores que ainda se apóiam nos PCs, isso soa quase como uma facada nas costas, já que Carmack era um ícone de como os games de PC conseguiam ser mais sofisticados do que os de videogame. Não deixa de ser um fato que ele até demorou muito para perceber.

Com informações, CVG.