Segundo pesquisadores da Universidade de Singapura, muitas espécies de plantas e animais em volta do mundo estão encolhendo graças a mudanças climáticas. Os estudiosos utilizam de vários outros estudos para confirmar sua teoria, inclusive análises de fósseis, onde foi percebido que no intervalo de 55 milhões de anos o tamanho dos invertebrados diminuiu em 75%, ao passo que a temperatura aumentou de três a sete por cento. Num exemplo mais próximo, foi percebido que veados selvagens tem diminuído de tamanho nas últimas centenas de anos. Esse encolhimento das espécies poderia ser explicado por mudanças metabólicas. “Muitos estudos estão sendo realizados nessa mesma linha, e todos estão compartilhando os mesmos resultados, precisamos entender esse acontecimento e o seu significado para nossa sociedade”, explica o professor assistente David Bickford. “É difícil prever o que pode acontecer”, acrescenta.

Essa informação faz muito sentido quando lembramos de fósseis de mamíferos como o Bicho-Preguiça e seus três metros de altura, ou os dinossauros, animais que viviam em ambientes onde a comida era abundante e o clima ameno, principalmente.

Com informações, TG Daily.