Lua, caverna na lua, estação lunar

De acordo com estudos realizados, são grandes as possibilidades de construção de bases espaciais em cavernas lunares, o que economizaria no levantamento de estruturas e garantiria segurança contra radiação solar e poeira espacial.

A foto acima mostra uma caverna localizada na região lunar conhecida como “Mar de Tranqüilidade” e cientistas estimam que esse buraco solitário tenha mais de 100 metros de profundidade. Não apenas essa, mas várias outras cavernas já foram encontradas na Lua, o que faz estudiosos acreditarem que o astro é mais “poroso” do que se imaginava, podendo haver abaixo do solo um verdadeiro labirinto de túneis. Sergei Kirkalev, veterano cosmonauta que já passou mais de dois anos no espaço, informa que tal descoberta estimula a construção de bases dentro dessas cavernas, já que os custos de construção das instalações cairia abruptamente. “Não haveria necessidade de cavarmos o solo lunar e construir muros e telhados. Já seria o suficiente utilizar um módulo inflável com o exterior feito de um material mais rígido e selar as cavernas” – explica. Falando de prazos, o cientista Boris Kryuchkov informa que as primeiras colônias lunares poderiam ser construídas em 2030.

É verdade que as viagens tripuladas ao espaço são pouco produtivas quando comparadas aos trabalhos realizados por sondas e robôs. É muito caro mandar humanos ao espaço, com tal investimento é possível enviar dezenas de sondas que trariam mais benefícios práticos. Tal fato ajudou aos maiores investidores do espaço, os americanos, a frear os investimentos com o passar dos anos, lembrando que a queda da rival URSS e as tragédias com ônibus espaciais contribuíram com a descontinuação do Programa Espacial. A construção de uma estação lunar seria de incrível importância para nossa civilização, mas apenas em um momento em que estejamos maduros o suficiente se falando de tecnologia. Mas sabemos que um dia a Lua e Marte serão estações de lançamento e estudos, enquanto viajamos pelo sistema solar e além.

Com informações, Physorg.