smartphone malware, android, iphone, virus, segurança, como se proteger

Entende-se como malware qualquer software destinado a se infiltrar em um sistema alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações. Com a palavra bem entendida, é preocupante saber que criminosos virtuais estão mudando seu foco para o crescente mercado de smartphones.

A pesquisa foi revelada durante o evento Get Safe Online, que acontece de 7 a 9 de Novembro na Inglaterra, e tem como meta promover o uso seguro da internet pela população. Em um senso realizado nos primeiros dias, foi notado que 17% dos usuários de telefones inteligentes utilizam seus aparelhos para realizar transações bancárias, enquanto mais de 22% tem o costume de fazer o download de novos aplicativos ao menos uma vez por mês.

A Get Safe Online sugere ficar de olho em softwares marcados como gratuitos, dando o exemplo de “níveis gratuitos de Angry Birds” e até mesmo pacotes de segurança que oferecem proteção de graça. O cuidado se deve pois depois de instalado em sua máquina, fraudadores possuem total controle sobre o aparelho da vitima, permitindo que façam chamadas, interceptem SMS, façam download de outros programas, além de claro, conseguir acesso total as informações de transações bancárias – caso o usuário utilize esse serviço.

“Com usuários instalando e removendo aplicativos com maior freqüência, as chances de encontrar um malware são muito maiores. Programas de anti-virus e anti-malware ainda não são muito utilizados em smartphones, mas é questão de tempo eles ganharem popularidade” – explica Rik Ferguson, diretor da Getsafeonline.org e da Trend Micro. Caso você queria instalar algum programa, basta procurar informações sobre o desenvolvedor, analises em publicações. Também fique de olho na atividade do seu aparelho, pois se a bateria dele não dura muito, pode haver um vírus trabalhando sem que você perceba.

Com informações, PC Advisor.